Acesso restritoCONSULTAS BOA VISTA SCPC

 

Consumidor deve comprar presentes mais caros em 2019

A parceira da Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos (ACE), Boa Vista, realizou nesta semana pesquisa com mais de 800 empresários, em todo o país e constatou que quatro em cada cinco acreditam que as vendas neste Dia dos Namorados serão iguais ou superiores às de 2018. Destes, 39% ainda se dizem confiantes no aumento de vendas.

“Assim como a maioria dos empresários, estamos confiantes, principalmente quando observamos localmente que os proprietários de estabelecimentos estão facilitando pagamento, oferecendo descontos como estratégias de vendas nesta data. Em Ourinhos, para acelerar esse processo também temos a campanha “Virado na Sorte”, que vai sortear no dia 14 de junho, 10 vale-presentes no valor de R$ 300”, destacou o presidente da ACE Ourinhos, Diógenes Corrêa Leite.

De acordo com a Boa Vista, 41% dos empresários entrevistados vão utilizar da estratégia mencionada por Diógenes para alavancar as vendas. Outros 18% pretendem fazer promoções. Os empresários mais otimistas acreditam que os consumidores gastarão mais, cerca de 65% contra 4% dos empreendedores menos otimistas (“vendas irão diminuir”), que estão mais propensos a conceder descontos (50%).

Outra pesquisa da Boa Vista, divulgada nesta quarta-feira (5) o gasto médio do consumidor com o presente nesta data comemorativa será 5% maior este ano, na comparação com a 2018. Enquanto na data passada o ticket médio foi de R$ 278, em 2019 os entrevistados esperam gastar R$ 292.

A pesquisa identificou ainda que 69% dos entrevistados pretendem presentear o parceiro(a), representando um aumento de 2p.p. (pontos percentuais) em relação ao ano passado. Entre eles, 42% esperam gastar mais agora do que na compra do presente de 2018. Outros 39% vão gastar a mesma quantia, enquanto 19% preveem um gasto menor a data este ano.

Dentre os 31% que não irão comprar presente, 57% apontam o endividamento como o motivo de não presentar o parceiro(a) no Dia dos Namorados este ano. O desemprego vem como a segunda causa mais citada, com 23% (6 p.p. a mais que em 2018). 17% dos entrevistados afirmam que não compram presente na data, ao passo que os últimos 3% priorizarão pagar outras contas do dia a dia.

Tipos de presente

A pesquisa também questiona que tipo de presente os consumidores pretendem comprar para o Dia dos Namorados. É interessante notar que há pouca relação entre o que as pessoas gostariam de ganhar e o que decidiram dar de presente.

Em primeiro lugar, assim como em 2018, com 30%, aparecem os itens de vestuário, seguidos por jantar romântico, show e cinema (19%); perfumaria (13%); joia ou relógio (10%); celulares e smartphones (9%); informática (8%); viagem romântica (7%); flores (2%), e chocolates (2%).

Quando questionados sobre o que gostariam de ganhar, caso pudessem escolher o presente, a maioria dos consumidores elegeu uma viagem como o presente mais esperado, com 26%. Em seguida, passeio/lazer e roupas/acessórios, ambos com 12%. 11% celular, ao passo que produtos de informática/eletrônicos foram citados como os presentes desejados por 9% dos entrevistados, empatados com joias/relógios. Por fim, jantar romântico e itens de perfumaria com 6%, respectivamente, como ilustra o gráfico abaixo.


<< Voltar


CURSOS E EVENTOS


Veja todos

  • CDC

PARCEIROS