Acesso restritoCONSULTAS BOA VISTA SCPC

 

Horário especial das lojas de material escolar favorece o comércio especializado em Ourinhos

Em janeiro, além das peculiaridades que marcam o primeiro mês do ano, como impostos e férias, a preparação para a volta às aulas movimenta significativamente o setor de material escolar. Ourinhos, cidade com um mix comercial bastante diversificado, apresenta várias opções em estabelecimentos comerciais que aproveitam esse período para oferecer alguns itens do kit escolar e outras tantas que são especializadas no segmento, as quais praticam, inclusive, um horário especial de atendimento estendido para favorecer tanto o comércio quanto os consumidores.

Negociação entre o Sincomércio, a Associação Comercial e Empresarial e o Sincomerciários, realizada há alguns anos, viabilizou o horário diferenciado para essas lojas no período de 10 de janeiro a 11 de fevereiro. De segunda à sexta-feira elas podem funcionar das 9h às 20h, e, aos sábados, das 9h às 17h. “Essa flexibilidade foi muito bem aceita tanto por lojistas quanto pelas famílias consumidoras, que ganharam mais tempo para esse tipo de compra que exige uma atenção especial, sobretudo dos pais”, avalia Diógenes Corrêa Leite, presidente da ACE Ourinhos.

Hilma Ando, gerente há 5 anos da papelaria Bras Center, na rua Antonio Prado, 182, conta que o seu movimento ainda está relativamente calmo, mas que aguarda um aquecimento a partir da próxima semana. “Muitas listas de materiais, principalmente de escolas públicas, que é meu principal público, só serão passadas aos alunos após o início das aulas”, avalia Hilma. Segundo sua experiência, fevereiro promete ser um mês mais aquecido para a venda de materiais escolares. “Além das listas ainda não terem sido liberadas pela maioria das escolas, início de ano é sempre complicado para a maioria das pessoas, com gastos extras, como impostos”, pondera a gerente. Segunda Hilma, o horário especial de atendimento pode ser percebido de forma diferente por cada estabelecimento devido a vários fatores, mas para a Bras Center é positivo, que cuidou para se estocar de produtos prevendo boas vendas.

Para a empresária do ramo, Brigida Valéria Borda Pastrello (Microtec e Thomé), mais conhecida por Bia, as perspectivas para este ano são bem positivas. “Nossa expectativa de crescimento é de 15% em relação ao ano passado. Começamos a abrir até às 20h na segunda-feira e já percebemos um movimento bacana.” Bia avalia que o perfil do consumidor mudou muito também nos últimos anos. “Antigamente, as pessoas costumavam vir no período da manhã com suas crianças para comprar o material escolar, e hoje as crianças dormem até mais tarde e vêm com os pais à noite”, relata. Ela conta ainda que possui atualmente uma equipe reduzida pela manhã e maior no período da noite. “Até por conta do calor que está fazendo em Ourinhos. O movimento começa a partir das 11h e vai até as 20h. Pra gente faz toda a diferença essa flexibilidade de horário e desafoga o sábado que é um dia importante pra quem trabalha a semana toda”, pondera Bia.

 


<< Voltar


CURSOS E EVENTOS


Veja todos

  • CDC

PARCEIROS