Acesso restritoCONSULTAS SCPC

 

Papo de Empresário: Este ano vou regar a minha grama

Por que será que sempre temos a sensação de que a grama do vizinho é sempre mais verdinha? Sempre temos a impressão que o concorrente vende mais, que os colaboradores dele são melhores, que ele está nadando em dinheiro. 

Mas será que isso é realmente verdade?
Cada um, a sua maneira, tem suas conquistas e suas dificuldades. Não tenha dúvida disso. Estruturas maiores, despesas e custos maiores. 
A verdade é muito simples: O importante não é quanto se vende, o importante é quanto se sobra. 
Isso mesmo. O que faz uma empresa ter sucesso não é o seu tamanho, mas sim sua rentabilidade.
Daí a importância dos controles internos na empresa. Se você prestar atenção em seus controles perceberá que a média de venda de ano para ano é constante, sempre que se compara mês com mês. Mas é importante entender também que não se deve fazer controle apenas de um parâmetro. Ou seja, não se deve apenas controlar o valor da venda, que é o mais comum. É preciso pelo menos o controle de três parâmetros para que o resultado seja eficiente. 
Ou seja, exemplificando, controle o valor das vendas, a quantidade de vendas efetuadas e a quantidade de produtos vendidos. Com esses parâmetros controlados você tem o valor de seu ticket médio, seu planejamento de compras pré-definido e sua lucratividade.
Em uma visão simplista, o valor do ticket médio lhe dá a referência de quantos clientes efetivamente você realmente vendeu e qual o valor médio das compras que eles adquiriram. 
Com o número de produtos vendidos você sabe quantos itens realmente giram. E sabendo quantos itens giram você pode fazer uma compra mais consciente. 
Com raras exceções você não precisa se transformar no depósito de seu fornecedor. Compre o suficiente e não uma quantidade elevada por mais empolgado que você esteja. Não se esqueça de que fornecedores preferem o estoque deles vendido.  Por isso sempre afirmam que este será um ano espetacular, que o mês será fenomenal, que você é o melhor vendedor do produto dele na região e por isso precisa investir mais, que se você não comprar tudo ele precisará abrir novos pontos. Quantas vezes você já ouviu esta conversa? Eu já perdi as contas. Com você não deve ser diferente.
E se você tem controles, com raríssimas exceções o mês do ano anterior será diferente do ano seguinte. Claro que calculando crescimento ou mesmo queda. A não ser que você faça alguma ação totalmente diferenciada para aquele período.
Então comece 2017 com os pés no chão, buscando mais informações sobre seu ramo de atividade, seus concorrentes e principalmente as tendências para este ramo de negócio.
E com essas informações controle com seriedade e responsabilidade seus estoques.
Saiba que o grande diferencial competitivo em tempos de crise é saber administrar bem o capital da empresa. Seja ele o capital monetário, seja o capital físico, seja o maior de todos os capitais: seus clientes. 
Tenha em mente que ganhar dinheiro não é causa, é consequência.
O resto virá por acréscimo. 

Alexandre Mariani
Vice-Presidente
ACE Ourinhos


<< Voltar


CURSOS E EVENTOS


Veja todos

  • CDC

PARCEIROS