Acesso restritoCONSULTAS BOA VISTA SCPC

 

Lojas preveem aumento nas vendas de até 300% no dia da Black Friday

Lojas preveem aumento nas vendas de até 300% no dia da Black Friday

 

O comércio de Ourinhos já respira black friday com centenas de promoções

 

A Black Friday já se tornou uma das principais datas do comércio brasileiro, onde o consumidor aguarda ansiosamente por descontos arrasadores na última sexta-feira do mês de novembro. 

Algumas lojas, por sua vez, trazem uma versão prolongada da famosa ação mundial, e atraem os consumidores durante o mês ou durante a semana. A Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos (ACE Ourinhos) ouviu alguns lojistas para saber como está a expectativa de vendas, nesta era "pós pandemia", onde o consumidor está voltando a comprar mais no comércio de rua. 

"Nós temos a melhor expectativa possível, pois já estamos com grandes ofertas o mês todo e separamos alguns itens entre os segmentos de roupas, calçados, cama mesa e banho, eletro, que vão entrar em oferta somente na sexta-feira, sábado e segunda-feira com até 40% de desconto. Estamos fazendo uma divulgação pesada nas redes sociais e por isso acreditamos que as vendas vão superar a do ano passado", informou o gerente de uma grande loja de departamento do centro da cidade. 

No segmento de calçados, a ACE conversou com o supervisor Leandro Augusto Fabiano Francisco, da Cirandinha Calçados, que destacou um modelo promocional do mês todo. "Nós fizemos o Black November e estamos com grandes promoções. Agora, para a semana da black nós estamos preparando novas ofertas que vão chegar até 60% de desconto. Acredito que as vendas vão superar uns 30, 40% da data do ano passado", ressaltou.

Já o gerente de uma grande loja de varejo da cidade destacou que espera um volume de vendas 300% maior do que um dia normal. "Nossa black friday acontece somente no dia e ainda não recebemos os descontos que podem chegar a 30%. Com relação ao ano passado, esperamos vender 20% a mais em 2022", disse.

O presidente da ACE Ourinhos, Robson Martuchi destaca que a Black Friday já se consolidou fora do ambiente digital. "A Black Friday veio forte no online, as pessoas ficavam esperando chegar às 00h para comprar e aproveitar grandes promoções. Hoje, o varejo de rua acompanhou esse movimento e se destaca tanto quanto os e-commerces. Por isso, pedimos que o consumidor, privilegie o comércio da cidade e compre aqui, pois isso ajuda a nossa economia, ajuda o dinheiro ficar aqui para o benefício da nossa própria população", disse.

Ao comprar nas lojas físicas, o consumidor ajuda na manutenção das lojas, mantendo, gerando empregos e renda para o desenvolvimento local. "A ACE tem como objetivo fortalecer o comércio de rua, que mantém e gera nossos postos de emprego. Estamos trabalhando incansavelmente para divulgar e fomentar um dos setores que mais emprega no município", finalizou.


 


<< Voltar


CURSOS E EVENTOS


Veja todos

Clique para ver a última edição

CÓDIGO DEFESA CONSUMIDOR

PARCEIROS